<th id="afvun"></th>

        <dd id="afvun"></dd>
        <progress id="afvun"></progress>
      1. <dd id="afvun"></dd>
          Diego Garcia

          Diego Garcia

          Siga nas redes
          Só para assinantesAssine UOL
          Reportagem

          Hoje preso, Robinho multiplicou patrim?nio e p?s bens em nome de parentes

          O UOL apurou que, nos últimos dez anos, o patrim?nio familiar de Robinho, ex-atacante preso por estupro em Tremembé, no interior de S?o Paulo, cresceu. Documentos a que a coluna teve acesso mostram um patrim?nio familiar de 20 imóveis e 8 veículos no nome de Robinho, sua mulher, seu pai e sua m?e.

          Poucos imóveis adquiridos no período, porém, est?o em seu nome diretamente. A defesa de Robinho n?o comentou o assunto. Vivian Guglielmetti, mulher do ex-jogador, n?o respondeu aos contatos.

          7 apartamentos comprados, só 1 no nome de Robinho

          Robinho e a esposa adquiriram sete imóveis em Santos e regi?o desde 2014. Gastaram R$ 6,4 milh?es em apartamentos que valorizaram e, hoje, valem mais de R$ 10 milh?es.

          Seis desses imóveis foram registrados em nome de Vivian. Apenas um, o apartamento onde o ex-atacante foi preso na noite de quinta-feira (21), no bairro Aparecida, em Santos, é exclusivamente dele — o registro em cartório diz que foi "comprado sob os olhares da esposa".

          Escritura dos imóveis cita um pacto antenupcial, datado de 2009. O documento prevê que o casamento dos dois foi feito no regime de separa??o total de bens: ou seja, o imóvel ficaria para a esposa caso alguma coisa acontecesse.

          Esse pacto prevê que "n?o se confunde em hipótese alguma o patrim?nio de cada um, sob qualquer pretexto ou presumido direito, n?o respondendo pelas dívidas um do outro, contraídas antes ou depois do matrim?nio". Além disso, "cabe a cada c?njuge a livre administra??o, os quais n?o responder?o por enganos ou dívidas do outro", dos bens que o casal venha a adquirir durante o matrim?nio.

          6 novos veículos, nenhum no nome de Robinho

          Eles ainda adquiriram seis veículos no período, que custaram quase R$ 1 milh?o no total:

          • Toyota Hilux, em nome da esposa, comprada por R$ 235 mil.
          • Van Daily Iveco, por R$ 185 mil, também em nome de Vivian.
          • Fusca antigo, que colocou em nome de sua empresa, pelo qual desembolsou R$ 60 mil.
          • Toyota Corolla, por R$ 100 mil, em nome de sua empresa.
          • Chevrolet Montana, por R$ 55 mil, em nome de sua empresa.
          • Jeep Renegade, por R$ 70 mil, em nome de sua m?e.
          Continua após a publicidade

          Doa??es e imóveis no nome dos pais de Robinho

          Os demais imóveis que fazem parte do acervo do casal est?o no nome dos pais de Robinho, Marina e Gilvan, ou foram doados por eles para Vivian ou Robinho. Essas informa??es constam em registros e escrituras feitos em cartórios vistos pela coluna.

          No nome dos pais de Robinho est?o, por exemplo, as duas mans?es no Guarujá, no Jardim Acapulco. Uma delas foi adquirida em 2003 por R$ 3,3 milh?es e hoje vale cerca de R$ 20 milh?es.

          No ano passado, a esposa de Robinho vendeu pela primeira vez um dos bens do casal: um sobrado localizado no bairro Parque Bitaru, em S?o Vicente, por R$ 260 mil. A compra foi feita por um político local e a negocia??o foi tratada exclusivamente com a mulher, que nas escrituras dos imóveis se define como aut?noma, estudante e empresária.

          Advogados dizem que movimenta??o pode configurar fraude

          Segundo advogados ouvidos pela coluna, esse tipo de movimenta??o chama a aten??o pois pode causar reflexo nos processos envolvendo Robinho. Segundo os profissionais consultados, colocar bens no nome de parentes próximos quando se sofre uma acusa??o que pode causar perda de patrim?nio se chama "simula??o" e pode caracterizar fraude em caso de condena??o.

          Continua após a publicidade

          Por exemplo: uma pessoa que sofreu um estupro pode ter direito a indeniza??o por dano moral. Se o condenado tiver feito a "simula??o", o cálculo de seu patrim?nio para o cálculo da a??o seria prejudicado.

          Procurada, a defesa de Robinho disse que desconhece o assunto. A coluna mandou mensagem e tentou ligar para a empresa de sua mulher. A mensagem foi visualizada, mas n?o houve resposta. Também procurou Vivian pela defesa do ex-jogador, que afirmou n?o ter ciência sobre o tema.

          O caso de estupro

          Robinho foi preso na noite de quinta-feira (21), em Santos, após decis?o do STJ, que n?o julgou o mérito do processo, ou seja, se o ex-jogador é culpado ou inocente pelo crime de estupro, mas sim se a decis?o estrangeira cumpriu os requisitos que foram estabelecidos na legisla??o brasileira e se foram observadas as devidas regras do processo.

          O estupro aconteceu na madrugada do dia 22 de janeiro de 2013, em Mil?o, na Itália. Na boate Sio Café, uma mulher albanesa, que comemorava seu aniversário de 23 anos, foi estuprada por Robinho e outros cinco amigos, segundo conclus?o da Justi?a italiana. Atualmente Robinho está preso em Tremembé, no interior de S?o Paulo.

          Siga o UOL Esporte no

          Reportagem

          Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

          Deixe seu comentário

          Só para assinantes
          国产精品揄拍100视频,先锋影音va资源网站,美.国一级黄片,黄色电影免费看

              <th id="afvun"></th>

              <dd id="afvun"></dd>
              <progress id="afvun"></progress>
            1. <dd id="afvun"></dd>