<th id="afvun"></th>

        <dd id="afvun"></dd>
        <progress id="afvun"></progress>
      1. <dd id="afvun"></dd>
          Ageless

          Ageless

          Siga nas redes
          Só para assinantesAssine UOL
          Reportagem

          Pesquisadores acabam de divulgar a cria??o de inje??o antimenopausa

          Atualmente, estima-se que cerca de 1,2 bilh?o de mulheres no mundo estejam na fase da menopausa ou estejam se aproximando dela. Só no Brasil, s?o 29 milh?es.

          De acordo com estudos recentes, em média 90% delas sentem sintomas do climatério, que podem passar de 30, além das famosas ondas de calor. Mas e se a gente pudesse viver o resto da vida sem passar por essa fase desafiadora? Pesquisadores americanos divulgaram na última semana uma novidade que pode revolucionar a vida das mulheres: a cria??o de uma inje??o antimenopausa.

          Essa inje??o inovadora tem o potencial de impedir a chegada da menopausa ou, pelo menos, adiar seus efeitos. Segundo os cientistas, a inje??o em estudo nos Estados Unidos pode imitar um horm?nio que normalmente come?a a diminuir nas mulheres por volta dos 25 anos de idade. Trata-se do horm?nio anti-Mülleriano (AMH).

          Além dele, as mulheres também tem uma redu??o dos níveis dos horm?nios estrogênio e progesterona geralmente entre os 45 e 55 anos de idade, devido à falência dos ovários, responsáveis pela sua produ??o.

          Mas os pesquisadores da empresa de biotecnologia Oviva Therapeutics sugerem que injetar mulheres com AMH a cada poucos meses poderia aumentar artificialmente os níveis, o que poderia atrasar a transi??o —talvez indefinidamente.

          Os cientistas n?o comentaram sobre os riscos da inje??o, mas a terapia de reposi??o hormonal tradicional usada atualmente para amenizar os sintomas da menopausa tem benefícios, mas também há riscos associados, embora baixos, como cancer de mama e endométrio.

          Daisy Robinton, bióloga molecular da Oviva Therapeutics, responsável pelo desenvolvimento, disse em entrevista ao Daily Mail: "Este medicamento n?o apenas poderia adiar a menopausa, mas também poderia preveni-la".

          Pesquisas anteriores mostraram que mulheres com síndrome dos ovários policísticos, que têm níveis mais altos de AMH, tendem a iniciar a menopausa dois anos depois da média. Isso sugere que o AMH desempenha um papel importante no processo.

          Atualmente, a inje??o está sendo testada em ratos para garantir sua seguran?a. Se os resultados forem positivos, os testes em seres humanos podem come?ar nos próximos anos. O objetivo é oferecer às mulheres a possibilidade de escolha sobre quando ou se desejam passar pela menopausa.

          Continua após a publicidade

          Embora seja uma descoberta empolgante, ainda existem muitas perguntas sobre o tratamento, incluindo seu custo e potenciais riscos. No entanto, para muitas mulheres, essa inje??o poderia representar uma maneira de controlar melhor sua saúde reprodutiva e seu bem-estar geral.

          Segundo a endocrinologista brasileira Vania Assaly, o raciocínio dos pesquisadores faz sentido, mas ser?o necessários estudos aprofundados de seguran?a. "Terapia de reposi??o hormonal também tem riscos. Assim como ter um ovário funcional, sem gerar tumor ovariano ou de mama será o segredo para essa terapia funcionar", diz Assaly.

          é importante lembrar que a menopausa é uma fase natural na vida de toda mulher. Seja como for, novas op??es de tratamento oferecem esperan?a para aquelas que desejam mais controle sobre seu corpo e seu futuro. Vamos aguardar ansiosamente por mais atualiza??es sobre essa pesquisa.

          Reportagem

          Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

          Deixe seu comentário

          Só para assinantes
          国产精品揄拍100视频,先锋影音va资源网站,美.国一级黄片,黄色电影免费看

              <th id="afvun"></th>

              <dd id="afvun"></dd>
              <progress id="afvun"></progress>
            1. <dd id="afvun"></dd>